São Paulo e os indígenas

A agressão a imagem do índio Munduruku, na foto feita por mim e que faz parte da instalação, Resistência ou Morte, na 7ª Mostra SP de Fotografia, me lembrou de uma outra foto que fiz para uma matéria sobre habitação e meio ambiente, para Folha, em 2012.

É também a foto de uma imagem (grafite) de um indígena, danificada por causa de uma demolição para dar lugar a um conjunto habitacional, na comunidade do Real Parque, no Morumbi.

A única ligação que consigo fazer entre elas, é que, numa cidade que tem um monumento em homenagem a um genocida como o Borba Gato, índio não tem vez nem em imagem.

Estamos subdimensionando o tamanho do ódio social em que estamos metidos.